CE adota novas iniciativas para impulsionar Aprendizagens na Europa

13/10/2017

A Comissão Europeia (CE) adotou uma proposta de um quadro europeu para a qualidade e aprendizagens eficazes, no âmbito da Agenda de Novas Competências para a Europa, lançada em junho de 2016.

​Esta proposta assenta igualmente no Pilar Europeu de Direitos Sociais, que prevê um direito à educação e educação inclusiva e de qualidade, e a aprendizagem ao longo da vida para todos.

A Comissão identificou 14 critérios-chave que os países da União Europeia (UE) e as partes interessadas devem acolher para desenvolver aprendizagens eficazes e de qualidade.

O objetivo desta iniciativa é promover a empregabilidade e o desenvolvimento pessoal dos jovens, contribuindo para o aumento da qualificação dos profissionais, respondendo assim às necessidades das empresas e do mercado de trabalho.

Marianne Thyssen, Comissária para o Emprego, Assuntos Sociais, Competências e Mobilidade Laboral, afirmou que com esta proposta se pretende "garantir que os jovens têm formação em áreas que são importantes para o mercado de trabalho, porque dois em cada três começa a trabalhar após terminar os seus estudos".

A Comissão Europeia apoia a implementação destas medidas através do FSE - Fundo Social Europeu que já contribui com 27 mil milhões de euros para Educação e Formação.

Para mais informações consulte o portal da Comissão Europeia.

 

Fonte: PO CH