Chaves põe fim a 11 anos de esgotos a céu aberto com apoio do PO SEUR

17/05/2018

Está concluída a obra do Sistema Intercetor entre a localização Empresarial de Chaves e a Estação Elevatória de Outeiro Seco II, pondo fim a um problema que persistia desde 2007, com a construção do novo Parque Empresarial de Chaves.

Com a conclusão desta obra, cofinanciada pelo PO SEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, ficam resolvidos os problemas ambientais resultantes da falta de tratamento de águas residuais, que contaminavam o rio Tâmega. Uma boa notícia para o rio Tâmega, para os ecossistemas do rio e para os habitantes de Outeiro Seco.

Este sistema de drenagem de águas residuais consiste num coletor gravítico, implantado ao longo do caminho existente, acompanhando uma pequena linha de água na parte final, entre o referido Parque Empresarial e a Estação Elevatória de Outeiro Seco II.

A obra obrigou ainda à construção do ramal de abastecimento de água à Estação Elevatória de Outeiro Seco.

Com a entrada em funcionamento deste emissário, com uma extensão de 1,5 km, foi desativada a ETAR compacta existente.

A obra integrou a operação “Sistema de águas residuais (SAR) de Chaves - Ligações entre os sistemas em alta e os sistemas em baixa - Emissários do Parque Empresarial e Sistema Elevatório de Curalha”, que faz parte de um conjunto de operações/candidaturas que o Município de Chaves viu já aprovadas, no âmbito do Portugal 2020, sendo cofinanciadas pelo Fundo de Coesão, através do PO SEUR.

 

Fonte: Diario Trás-os-Montes/PO SEUR