Conferência internacional 'OUR OCEAN 2017'

05/06/2017

Nos dias 5 e 6 de outubro, realiza-se em Malta, a Conferência internacional ‘OUR OCEAN 2017’ centrada nas regras para enfrentar os principais problemas que assolam atualmente os oceanos, de maneira a garantir oceanos seguros, limpos e geridos de forma sustentável, em benefício das gerações atuais e futuras.

A “OUR OCEAN” , um evento promovido pela União Europeia, vai reunir líderes, administradores públicos e empresários de todo o mundo, com o objetivo de trocar ideias e encontrar soluções práticas para os mares e oceanos do nosso planeta.

Conforme evidenciado na Comunicação sobre “Governação internacional dos oceanos: uma agenda para o futuro dos nossos oceanos”, 'para a União Europeia, como para muitas nações em todo o mundo, os oceanos detêm a chave do futuro. Têm um enorme potencial para impulsionar o crescimento, o emprego e a inovação; a produção da economia oceânica mundial está estimada em 1,3 mil biliões de euros, valor que poderá crescer para mais do dobro até 2030. A função dos oceanos na regulação do clima é fundamental. Produzem metade do nosso oxigénio e têm absorvido a maior parte do excesso de calor do mundo e cerca de 25% das emissões de CO2. Alguns dos mais prementes desafios mundiais – como as alterações climáticas, a pobreza e a disponibilidade de alimentos seguros, nutritivos e suficientes para uma população que deverá chegar aos nove mil milhões até 2050 – só podem ser eficazmente enfrentados se os oceanos forem seguros, limpos e geridos de forma sustentável. Para garantir a segurança, a limpeza e a gestão sustentável dos mares é necessária uma abordagem internacional intersectorial, coerente e normativa, que contribuirá também para dar aos cidadãos da UE respostas concretas em domínios prioritários, como o emprego, o crescimento, a competitividade, a sustentabilidade, a resiliência climática e a paz e a segurança. O fomento da boa governação do mar, assente em normas, contribuirá para o reforço dos direitos humanos, a liberdade e a democracia, a criação de condições equitativas para as empresas e melhores condições de trabalho em todo o mundo, em consonância com o protagonismo da UE no mundo’.

Temas tão diversos como a governação internacional dos oceanos, a saúde, a limpeza, a pesca sustentável, o ordenamento do espaço marítimo e das energias renováveis, serão debatidos ao longo dos dois dias de Conferência.

Localmente está planeado um projeto concebido para a comunidade escolar que visa convidar as crianças maltesas com idades compreendidas entre os 10 e os 15 anos a definir ações para a proteção dos oceanos.

No contexto da sensibilização da opinião pública, destaca-se a campanha da União Europeia sobre o lixo marinho por apelar à participação dos cidadãos de toda a UE numa luta conjunta contra o lixo marinho, que constitui uma grave ameaça para os oceanos.

O plástico é o tipo de lixo marinho que mais ameaça os nossos oceanos e em determinadas zonas representa 80% dos resíduos e a sua decomposição no ambiente marinho pode levar centenas de anos.

Em Portugal, está patente ao público desde 24 de maio, a exposição “Um Oceano sem plástico” no Pavilhão do Conhecimento – Centro Ciência Viva, em Lisboa.

A mostra, produzida pelo Aquário Nacional da Dinamarca e pela ONG Plastic Change, conta com o apoio dos Estados Unidos e da Comissão Europeia. Já esteve em Copenhaga (Dinamarca) e Tallinn (Estónia), agora em Lisboa até 15 de agosto, segue depois para Valletta (Malta), Génova (Itália) e por fim, Bruxelas (Bélgica).

Para mais informações, aceda ao Site do Evento Our Ocean.

 

 

Fonte: Newsletter Assuntos Marítimos & Pescas na Europa/Comunicação CE JOIN (2016) 49