Inauguração do IB-S, instituto que coloca a Ciência ao serviço da Sustentabilidade

10/10/2017

O IB-S - Instituto de Ciência e Inovação para a Bio-Sustentabilidade da Universidade do Minho vai ser inaugurado amanhã, no campus de Gualtar, em cerimónia que junta o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, o secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, e o reitor António Cunha.

A nova unidade de investigação da UMinho custou sete milhões de euros, sendo 5, 6 milhões com apoio do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do ON.2 - Programa Operacional do Norte do anterior QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional 2007-2013.

A sua valência de Braga acolhe laboratórios para ciências biológicas, biodiversidade, biotecnologia e ecologia, enquanto a valência de Guimarães centra-se nas ciências dos materiais, produção e gestão de energia, sensores, conservação e reabilitação do ambiente construído.

Os imóveis são energicamente eficientes e têm aspeto arrojado, respetivamente um cubo de arestas curvas desenhado por António Fontes e um bloco verde “perfurado” por nanotubos de carbono idealizado por Cláudio Vilarinho (na foto).

O IB-S quer colocar a ciência ao serviço de um modelo de vida sustentável e com maior qualidade nos ambientes construído e natural.

Vai também contribuir para criar spin-offs, promover formação pós-graduada e difundir conhecimento, em conjunto com empresas, autarquias, associações, particulares e unidades científico-tecnológicas.

O IB-S da UMinho é uma parceria entre o Centro de Biologia Molecular e Ambiental e o Instituto para a Sustentabilidade e Inovação em Estruturas de Engenharia.

 

 

Fonte: Correio do Minho/ON.2