Jovens Criativos desafiados a combater a desertificação do Douro, com apoio NORTE 2020

09/01/2018

A UTAD - Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, considera que o projeto ‘Douro Creative Hub’, cofinanciado pelo Programa Operacional NORTE 2020 pode contribuir para combater a desertificação na região do Douro, servindo de rampa de lançamento para a instalação de uma incubadora na área das indústrias criativas.

Nesta fase, a UTAD está a fazer o levantamento de potenciais ideias de negócio e, em breve, vai lançar o prémio ‘Douro Criativo’, para assegurar uma maior visibilidade dos jovens criativos da região.

Esta aposta é destaque na rubrica radiofónica “O Norte Somos Nós”, com entrevistas a empresas e instituições com investimentos em curso na região, que partilham experiências da aplicação dos fundos da União Europeia na implementação de projetos inovadores.

A iniciativa é cofinanciada pelo NORTE 2020 no contexto dos apoios do Portugal 2020 e do FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, resultando de uma parceria com a Rádio Nova e com um conjunto de rádios regionais.

 

DOURO CREATIVE HUB

Douro Creative Hub é um projeto que pretende identificar, dinamizar e promover as Indústrias Criativas nos 19 municípios que compõem a região NUT III Douro. Tem como objetivo contribuir fortemente para a valorização dos recursos da região - humanos, materiais e imateriais - e servir de rampa de lançamento para um futuro Polo das Indústrias Criativas no interior de Portugal.

Fazem parte das Indústrias Criativas todas as atividades que têm a sua origem na criatividade individual, habilidade e talento e com potencial de criação de emprego e riqueza, através da geração e exploração da propriedade intelectual produzindo bens e serviços com objetivo de mercado, segundo o conceito defendido pela ADDICT – a Agência para o Desenvolvimento das Indústrias Criativas em Portugal.

No âmbito das Indústrias criativas encontram-se as artes performativas e visuais, literatura, edição, moda, cinema, música, arquitetura, turismo cultural, gastronomia, artesanato e joalharia, rádio, televisão, software educacional, de entretenimento e outros, design e publicidade.

Sendo que nas Indústrias Criativas a matéria-prima é a criatividade associada às pessoas e à economia, impulsionar essa matéria-prima é uma forma de acrescentar valor à região, contribuindo para o seu desenvolvimento e ajudando a que o território esteja mais voltado para os desafios do futuro.

É propósito do Douro Creative Hub ajudar a desenvolver o ecossistema criativo inserido nos 19 municípios do Douro, criando oportunidades de negócio através da exploração da criatividade, apostando na criação de valor, na diferenciação e na criação de negócios capitalizando o talento humano.

Com uma duração de 24 meses, o Douro Creative Hub divide-se em várias ações, sendo de destacar a promoção do empreendedorismo criativo através do Prémio Douro Criativo; a identificação dos criativos da região, através de um levantamento de empresas, associações e trabalhadores individuais inseridos no setor das Indústrias Criativas.

No final do Douro Creative Hub será ainda elaborado um plano estratégico para a criação de um futuro Polo das Indústrias Criativas na região, tendo como base toda a auscultação feita aos diferentes agentes, ao longo de todo o projeto.

 

 

Fonte: UTAD/Norte 2020