Panorama 67 destaca Ações Urbanas Inovadoras

18/01/2019

Já foi lançada a edição de inverno da revista Panorama, cujo n.º 67 se debruça sobre as Ações Urbanas Inovadoras.

As Ações Urbanas Inovadoras proporcionam recursos aos municípios da UE para financiarem projetos inovadores, com uma verba total de 372 milhões de euros, proveniente do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, para o período de 2014-2020.

O objetivo é identificar, testar e disseminar soluções concretas para desafios urbanos comuns. 

Até hoje, foram selecionados 55 projetos de toda a UE em três concursos lançados em 2015, 2016, e 2017; decorre presentemente um quarto concurso.

Os municípios podem candidatar-se em linha até ao final de janeiro de 2019 e um quinto e último concurso será lançado no final de 2019.

Cada projeto dispõe de três anos para implementar as respetivas soluções inovadoras e para medir os resultados. O quarto ano serve para difundir as lições aprendidas. Também podem advir lições importantes do fracasso.

Na verdade, estes projetos visam testar soluções inovadoras, o que significa que podem acarretar o risco de não se alcançarem os resultados esperados. 

Os concursos dizem respeito aos desafios societais identificados na Agenda Urbana da EU e abrangem questões sociais, como a integração dos migrantes e a pobreza, questões ambientais, nomeadamente a economia circular e as alterações climáticas, bem como questões económicas, como o emprego e a digitalização. 

Dentro de um tópico, os promotores de projetos constroem muitas vezes uma solução inovadora que combina componentes socioeconómicos e ambientais numa abordagem integrada, que é característica dos projetos das AUI, juntamente com uma abordagem ascendente. No final, as soluções são o resultado de uma conceção conjunta com as partes interessadas locais. 

Para o próximo período de programação de 2021-2027, a Comissão gostaria de promover a ligação entre os desafios urbanos, a inovação e o hiato de conhecimentos especializados entre os intervenientes locais.

Seguidamente, propõe criar a Iniciativa Urbana Europeia que integrará e desenvolverá novas atividades com base em iniciativas existentes, tais como as AUI, a Urbact e a Agenda Urbana da UE. 

Saiba mais:

 

 

Fonte: CE