Pombal acolheu mais uma edição do Roteiro Capital Humano

08/02/2019

Na Escola Tecnológica, Artística e Profissional de Pombal 500 alunos receberam a equipa do PO CH – Programa Operacional Capital Humano, demonstrando as valências aprendidas nos oito Cursos Profissionais e nos três Cursos de Educação e Formação de jovens visitados

​No passado dia 31 de janeiro, o Roteiro Capital Humano deslocou-se à primeira Escola Profissional inaugurada em Portugal, decorria o ano de 1989.

A equipa do PO CH, liderada pelo presidente da Comissão Diretiva, Joaquim Bernardo, foi recebida pelo Diretor-Geral da Escola Tecnológica, Artística e Profissional de Pombal (ETAP), Jorge Vieira da Silva, e por dois alunos do curso Profissional de Turismo, que deram a conhecer as instalações, os cursos ministrados, os resultados obtidos e o investimento feito ao longo dos anos na persecução da melhoria das qualificações dos formandos que estudam diariamente para elevar as suas qualificações.

Em contexto de sala de aula foram visitados os cursos de Turismo, de Técnico de Mecatrónica, de Saúde, de Eletromecânica, de Mecatrónica Automóvel, de Técnico de Transformação de Polímeros, de Técnico de Vendas.

Foi ainda feita uma visita à Oficina de Comando Numérico Computadorizado (CNC), onde é ministrado o curso de Técnico de Produção em Metalomecânica.

Durante a visita, o presidente do PO CH foi desafiado para conduzir um simulador de rally num protótipo de um carro criado pelos formandos da escola, tendo esse desafio acabado na segunda curva do percurso.

 

 

À tarde, numa perspetiva de conhecer as sinergias existentes entre a ETAP e as empresas da região, uma visita à empresa Iber Oleff – Componentes Técnicos de Plástico e à empresa Gosimac – Maquinações, onde vários ex-formandos da ETAP conseguiram o seu primeiro emprego, num trabalho que tem vindo a ser desenvolvido nos últimos anos entre a Escola, que prepara através da formação ministrada mão-de-obra qualificada e tecnicamente especializada, e o tecido empresarial, possibilitando às empresas da região elevar a qualidade dos seus quadros criando uma maior sustentabilidade dos seus negócios.

José Valente, diretor geral da empresa Iber Oleff, destacou que as empresas da região encontram nos formandos dos cursos profissionais "a qualidade necessária e o saber prático essencial para a formação de equipas com valências específicas essenciais para o trabalho desenvolvido diariamente", reforçando que a parceria entre a empresa que dirige e a Escola "possibilita a integração contínua de jovens altamente qualificados e necessários para a contínua melhoria do produto desenvolvido".

Loic dos Santos é um dos mais novos colaboradores da Iber Oleff e não esconde a felicidade de ter conseguido entrar no mercado de trabalho: "No segundo ano do curso profissional de Técnico de Transformação de Polímeros fiz aqui o estágio e mal acabei o 12º ano foi  convidado para trabalhar na empresa. Como adorei o trabalho e nunca pensei prosseguir estudos para a Universidade, aceitei de imediato", explica o Loic.

Em termos de financiamento concedido pelo PO CH, até à data, a ETAP apresentou três candidaturas para apoio dos cursos profissionais, uma candidatura para os cursos vocacionais, duas candidaturas para cursos de Educação e Formação de Jovens, bem como duas candidaturas para o Centro Qualifica, tendo o PO CH aprovado o montante total de 10.3 milhões de euros (M€), dos quais 8.8 M€ financiados pelo Fundo Social Europeu.

Até ao momento foram apoiados cerca de 1 000 formandos.

O Roteiro Capital Humano seguirá para a Escola Secundária de Peniche, no dia 19 de fevereiro, para conhecer e dar a conhecer as pessoas e os projetos que com o apoio do FSE promovem mais e melhores qualificações.

 

Fonte: PO CH