Projeto ECOTUR_AZUL MAC, um modelo inovador de desenvolvimento ecoturístico

02/07/2018

O Município da Horta participa como sócio no projeto inovador de desenvolvimento turístico Ecotur_Azul MAC, no âmbito do Programa de Cooperação Territorial Europeia Interreg MAC – Madeira-Açores-Canárias.

De entre os diversos objetivos a alcançar, está a realização do inventário turístico da ilha do Faial, um trabalho que se insere no projeto ODYSSEA, considerado como um modelo económico inovador de turismo, náutico e cultural.

O ODYSSEA permite a criação de um novo projeto territorial: o mar, os rios, as cidades turísticas, seus portos, suas terras, respondendo assim aos novos desafios territoriais do desenvolvimento sustentável, reposicionamento turístico, náutico, marítimo, cultural, diversificação e melhoria da sazonalidade.

Ele oferece uma nova maneira de viajar, de porto em porto, de porto em território... De escalas em escalas, por mar, por rotas navegáveis, e por terra para descobrir um país, uma região, a sua cultura, a sua língua, o seu património, os seus recursos, e sobretudo a sua autenticidade com uma referência comum que permite uma comunicação e promoção internacional em rede.

Como tal, o inventário de recursos turísticos realizado, obedeceu às linhas orientadoras e metodologia do modelo ODYSSEA, proporcionando uma base de trabalho comum e transversal a todos os parceiros nacionais e internacionais do projeto.

Até ao momento, foram já introduzidas na base de dados 220 fichas de recursos, a totalidade das quais ilustrada com fotografias (2 a 3 fotos por recurso), além dos demais elementos de caracterização.

Em síntese, o trabalho de inventariação de recursos encontra-se concluído em 95%, faltando somente a introdução de alguns recursos (p.ex. eventos, sítios turísticos, miradouros), bem como a validação pelos atores locais dos elementos constantes da base de dados.

O projeto ODYSSEA, é considerado, no seu desenvolvimento, como um destino turístico inteligente “em perfeita harmonia com a estratégia, através do uso de tecnologias de informação e comunicação (TIC) e colaboração público-privada”, permitindo a implementação de importantes inovações no campo do turismo náutico e temático de municípios litorais.

Atualmente agrupa mais de 80 cidades portuárias em Espanha, França, Itália, Portugal, Grécia, Marrocos e nas regiões ultraperiféricas (RUP).

 

Fonte: Interreg MAC/Tribuna das Ilhas