República Portuguesa e BEI apoiam Reabilitação Urbana com 300 M€

13/09/2017

O Ministro das Finanças, Mário Centeno e o Vice-Presidente do Banco Europeu de Investimento (BEI), Román Escolano assinaram ontem a primeira parcela (100 milhões de euros) de um empréstimo-quadro no valor de 300 milhões de euros para apoiar a revitalização social e económica das áreas urbanas em Portugal.

O investimento “evidencia o empenho do Governo na mobilização de instrumentos que apoiem e incentivem o investimento público e privado de qualidade”, refere o comunicado do gabinete do Ministro das Finanças, acrescentando que a verba está destinada ao Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbanas (IFFRU 2020) e faz parte de um plano de investimento que pode atingir os 1400 milhões de euros.

O Ministro das Finanças afirmou que o empréstimo-quadro vai “contribuir para uma rápida, eficiente e integral utilização em Portugal dos fundos europeus, permitindo apoiar o aumento da competitividade e da internacionalização da economia portuguesa e, simultaneamente, promover a melhoria do ambiente urbano”.

As zonas afetadas pela degradação vão ter prioridade e o objetivo é contribuir para melhorar a qualidade de vida em Portugal ao reabilitar edifícios destinados a habitação, espaços públicos e infraestruturas localizadas em zonas residenciais, centros urbanos, frentes de água e antigas zonas industriais.

Por seu lado, Román Escolano afirmou que este investimento “ilustra na perfeição o forte empenho do Banco Europeu de Investimento no apoio ao crescimento económico sustentável em Portugal” e acrescentou que vai promover uma “transformação positiva no País, fomentando o desenvolvimento económico e local que criará novas oportunidades de negócios e emprego”.

O apoio à reabilitação urbana ajudará também a fomentar o crescimento demográfico e económico, com os investimentos a contribuírem para o aumento da atração das zonas urbanas e destinos turísticos.

O BEI é um parceiro há mais de 40 anos e já concedeu mais de 45 mil milhões de euros para financiar projetos em Portugal.

 

 

 

 

 

Fonte: Portal do Governo