A A A

30/12/2019

Aprovado projeto para fábrica em Moura

O Programa Operacional ALENTEJO 2020 aprovou o cofinanciamento de 60 por cento do projeto de investimento da empresa Lux Optimeyse Energy numa fábrica que fechou este ano em Moura, onde agora será criada uma unidade de produção de sistemas de baterias e painéis solares fotovoltaicos.

 

A empresa prepara-se para investir 4,9 milhões de euros e, com a aprovação do cofinanciamento comunitário, de 2,9 milhões de euros, está dado mais um passo importante para viabilizar a criação da unidade na cidade, nas instalações da antiga MFS – Moura Fábrica Solar, que fechou em janeiro deste ano.

 

Segundo o presidente da Câmara de Moura, trata-se de “uma unidade de produção de sistemas de baterias e de painéis solares fotovoltaicos inteligentes e de um tipologia diferente da que era produzida pela MFS e que se pode adaptar ao figurino arquitetónico de edifícios”.

 

A concretizar-se, o projeto, que deverá ser apresentado publicamente pela empresa em janeiro, será “muito importante para Moura” e uma “alternativa” à MFS.
 

O autarca lembra que o fecho da MFS “foi um drama, que deixou 105 pessoas no desemprego”, sendo que “algumas têm vindo a integrar-se paulatinamente no mercado de trabalho”, mas outras “continuam desempregadas”.


 

Fonte: Diário Alentejo/Alentejo2020                      

Tem dúvidas?
outros conteúdos
Partilhe o site PT2020
Conheça o portal do Portugal 2020! Apoiamos o seu investimento. O sucesso do Portugal 2020 é decisivo para o futuro do nosso país.
Topo