A A A

07/08/2019

CE financia projeto em Lisboa para ouvir utentes e melhorar transportes

A Comissão Europeia anunciou recentemente a atribuição de cerca de 4,5 milhões de euros ao município de Lisboa, para desenvolver um projeto digital que facilite a realização de comentários pelos utilizadores sobre o sistema de Transportes, visando melhorá-lo.

 

Em causa estão verbas do FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, que serão atribuídas ao município após a cidade ter concorrido à quarta edição do concurso ‘Ações Urbanas Inovadoras’, uma iniciativa promovida pela região francesa de Hauts-de-France, em colaboração com a Comissão Europeia.
 

Lisboa foi, assim, uma das cidades escolhidas na categoria de Transição Digital, com um projeto da empresa VoxPop, que visa "facilitar a apresentação de comentários dos utilizadores para melhorar o sistema de mobilidade da cidade", assinala o Executivo comunitário em comunicado.
 

A ideia é, então, criar um sistema de partilha de dados que permita, através de métodos de inteligência acionável, converter a informação deixada pelos utilizadores em medidas concretas para melhorar o sistema de transportes, ao nível do planeamento, operação e manutenção.
 

Isto significa que o município terá acesso direto aos comentários e poderá basear-se neles para criar "serviços avançados de mobilidade centrados no utilizador", segundo a descrição remetida ao concurso.
 

"A cidade de Lisboa acredita que a transição digital é uma jornada que combina pessoas, processos e tecnologia e, por essa razão, o [projeto] VoxPop também irá olhar para os desafios não tecnológicos, nomeadamente de governação, modelos de negócio, foco no utilizador e consequências não intencionais da inovação digital", lê-se ainda na mesma informação.
 

Estão, assim, em causa 4 479 202 euros para este projeto, sem que sejam, contudo, indicados prazos para a sua implementação.
 

Ao todo, nesta edição da iniciativa ‘Ações Urbanas Inovadoras’, serão alocados 82 milhões de euros em fundos do FEDER a um total de 20 projetos urbanos a desenvolver em Portugal, Grécia, Finlândia, Itália, Espanha, Holanda, França, Suécia, Áustria, Roménia, Reino Unido, Bélgica e Alemanha.
 

Além da área da transição digital, são abrangidos projetos de outros setores, nomeadamente relativos à segurança urbana, à utilização sustentável dos terrenos e à pobreza urbana.

 

 

Fonte: Lusa/CE

Tem dúvidas?
outros conteúdos
Partilhe o site PT2020
Conheça o portal do Portugal 2020! Apoiamos o seu investimento. O sucesso do Portugal 2020 é decisivo para o futuro do nosso país.
Topo