A A A

05/04/2021

LEGOS, projeto inovador para a inclusão social no Algarve

O Programa Operacional CRESC Algarve 2020, aprovou a candidatura do Projeto LEGOS, uma abordagem local inovadora de desenvolvimento social, para prestação de auxílio à população que se encontra em risco de exclusão social, e situação de sem-abrigo.

 

Esta candidatura foi apresentada em parceria por instituições da região, com o apoio dos Municípios e respetivos NPISA - Núcleos Locais para a Integração de Pessoas em Situação de Sem-Abrigo.

 

A abordagem promovida pela parceria, constituída em torno do Projeto LEGOS, constitui uma abordagem local inovadora de promoção de estratégias locais de inclusão ativa, prosseguindo respostas no âmbito na Estratégia Nacional para a Integração de Pessoas em Situação de Sem-Abrigo.

 

O Projeto LEGOS é desenvolvido por cinco entidades beneficiárias parceirasMAPS – Movimento de Apoio à Problemática da Sida, que assume a coordenação da parceria; GATO – Grupo de Ajuda a Toxicodependentes; CASA – Centro de Apoio aos Sem-Abrigo; GRATO – Grupo de Apoio aos Toxicodependentes; APF – Associação para o Planeamento da Família.

 

Estas instituições que já estavam no terreno e em ações de apoio aos sem-abrigo juntaram agora esforços para criar sinergias e assim intervir, de forma articulada nos sete concelhos da Região que possuem NPISA: Albufeira, Faro, Lagos, Loulé, Portimão, Tavira e Vila Real de Santo António.

 

O Projeto LEGOS contempla, de acordo com as necessidades dos concelhos, as três ações elegíveis no âmbito do Aviso, nomeadamente:

 

  • A criação de equipas que assegurem o acompanhamento psicossocial e o acesso aos recursos existentes na comunidade, bem como a respostas integradas dirigidas a pessoas em risco de exclusão social, nomeadamente em situação de sem-abrigo;

 

  • O desenvolvimento de respostas que implementem ações ocupacionais adequadas às características e vulnerabilidade das pessoas em situação de sem-abrigo, promovendo a empregabilidade e a inserção profissional;

 

  • Ações que favoreçam o combate ao estigma sobre a condição de sem-abrigo, designadamente: iniciativas de informação e de sensibilização das comunidades locais e sobre o fenómeno das pessoas em situação de sem-abrigo, com vista à prevenção e combate à medida das competências cognitivas, psicológicas, emocionais e estados de saúde física e mental das pessoas em situação de sem-abrigo.

 

Como principal meta, o projeto compromete-se a dotar as 593 pessoas classificadas em situação de sem-abrigo com gestor de caso.

 

Saiba mais aqui.

 

 

 

Fonte: CrescAlgarve2020

Tem dúvidas?
outros conteúdos
Partilhe o site PT2020
Conheça o portal do Portugal 2020! Apoiamos o seu investimento. O sucesso do Portugal 2020 é decisivo para o futuro do nosso país.
Topo