A A A

15/10/2020

Mobilizar Portugal para a Execução do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR)

O Primeiro Ministro, António Costa, apresentou, ontem, a versão preliminar do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) que entrega hoje em Bruxelas, numa cerimónia que serviu para responder aos críticos quanto à execução de fundos da União Europeia em Portugal.

 

No evento, que decorreu na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, António Costa destacou que “Conta com Todos” para a execução do Plano de Recuperação e Resiliência que deve ser feita em parceria (com o Terceiro Setor, com a Academia, com o Sistema Científico, com as Empresas, com as Administrações Locais e Regionais) pois o Plano será escrutinado em termos de resultados.

 

Face ao plano inicial, o documento que segue para a Comissão conta com um reforço do peso das empresas que terão 6000 milhões de euros para executar e aceita a existência de uma comissão de acompanhamento que fiscalize a utilização dos 12,9 mil milhões de euros que chegarão a Portugal até 2026.

 

 

O Ministro do Planeamento, Nelson de Souza fez o enquadramento do Plano e a Ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, os Ministros do Ambiente e da Ação Climática, Pedro Matos Fernandes e da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira apresentaram as prioridades inscritas no PRR.

 

Portugal quer ser um dos primeiros países a acordar com a Comissão Europeia o seu Plano de Recuperação e Resiliência, pelo que o primeiro draft será hoje entregue à Comissão Europeia.

 

Saiba mais aqui

 

Fonte: República Portuguesa

Tem dúvidas?
outros conteúdos
Partilhe o site PT2020
Conheça o portal do Portugal 2020! Apoiamos o seu investimento. O sucesso do Portugal 2020 é decisivo para o futuro do nosso país.
Topo