A A A

21/07/2021

Programa de Apoio à Produção Nacional investe no Alentejo

O Programa de Apoio à Produção Nacional (PAPN) já aprovou candidaturas de 11 empresas do Alto Alentejo que envolvem um investimento total superior a um milhão de euros e um apoio de 600 mil euros de fundos europeus.

 

Os números foram divulgados pela Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo - CIMAA, a propósito da cerimónia de assinatura dos termos de aceitação do Programa de Apoio à Produção Nacional - PAPN, que se realiza, na quarta-feira, no Instituto Politécnico de Portalegre.

 

Estas empresas vão investir na expansão das suas instalações, aquisição de novos equipamentos, diversificação da produção, redução de custos com energia e modernização de processos e serviços prestados e comprometem-se a manter os 41 postos de trabalho. As empresas apoiadas pelo PAPN operam nos sectores da indústria, restauração e turismo e localizam-se nos concelhos de Portalegre, Elvas, Crato, Marvão, Monforte, Ponte de Sor e Sousel.

 

O PAPN é uma iniciativa da área governativa da Coesão Territorial, destinada ao apoio direto ao investimento empresarial produtivo e dirigida essencialmente ao setor industrial. O programa tem uma dotação de 100 milhões de euros, 50% dos quais afetos aos territórios do Interior e tem como objetivo estimular a produção nacional das micro e pequenas empresas e reduzir a dependência do país face ao exterior.

 

 

Fonte: CIMAA / Portal do Governo

Tem dúvidas?
outros conteúdos
Partilhe o site PT2020
Conheça o portal do Portugal 2020! Apoiamos o seu investimento. O sucesso do Portugal 2020 é decisivo para o futuro do nosso país.
Topo