A A A

16/04/2021

Projeto de investigação nacional desenvolve solas de sapatos antivirais

O Projeto SM4S - Safety Materials for Shoes, cofinanciado pelo Programa Operacional COMPETE 2020, desenvolve solas de calçado com propriedades antivirais para impedir que o calçado seja um meio de transporte de vírus, em locais de acesso generalizado, contribuindo para o combate à atual situação pandémica de COVID-19.

 

A solução proposta consiste na aditivação de um ou mais constituintes da reação do poliuretano com agentes antivirais, sem alteração das propriedades intrínsecas do material final, nomeadamente nas suas características mecânicas.

 

O projeto é promovido pela ROPAR/Arcopedico, empresa de calçado com forte ligação ao setor da Saúde.

 

Foi no contexto desta situação pandémica que surgiu a ideia do projeto SM4S - Safety Materials for Shoes, com o objetivo principal de conferir propriedades anti-víricas às solas de calçado. Adicionalmente, e no sentido de desenvolver um produto transversal a vários contextos, foi também estudada a incorporação de propriedades antibacterianas e antifúngicas. 

 

Trata-se de uma tecnologia com um grau de inovação promissor, visto que não foram identificadas no mercado solas com estas propriedades.

 

Os desenvolvimentos, realizados ao longo dos seis meses de execução do projeto, apresentaram resultados muito promissores e, neste momento, a Ropar está a estudar a melhor forma de otimizar os resultados obtidos numa produção em escala, o que se tem revelado muito desafiante.

 

O valor acrescentado esperado deste projeto é de que, no futuro, seja possível produzir, de forma generalizada e massificada, solas com propriedades antivíricas, sendo estas disruptivas face ao estado de arte atual e que consolidam a resposta nacional a desafios globais.

 

Apoiado pelo COMPETE 2020 no âmbito do Sistema de Incentivos à I&DT, na vertente em co-promoção (Covid-19), o projeto SM4S: Safety Materials for Shoes envolveu um investimento elegível de 153 mil euros, correspondendo a um incentivo FEDER de 123 mil euros.

 

Resulta de uma parceria entre a empresa de calçado ROPAR - Fabrico de Calçado Ortopédico, S.A., o CeNTI - Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes, contando ainda com a participação do INEB - Instituto Nacional de Engenharia Biomédica e do 2CAB - Centro Clínico Académico de Braga. 

 

 

 

Fonte: Compete2020/Centi

Tem dúvidas?
outros conteúdos
Partilhe o site PT2020
Conheça o portal do Portugal 2020! Apoiamos o seu investimento. O sucesso do Portugal 2020 é decisivo para o futuro do nosso país.
Topo