A A A

22/10/2020

REACT-EU apoia Portugal no combate à crise

Portugal deverá receber €1600 milhões de subsídios europeus já em 2021 ao abrigo do REACT-EU - Plano de Recuperação para a Europa, acordado em julho pelos 27 líderes da União Europeia.

 

De acordo com a distribuição de verbas anunciada esta quarta-feira pela comissária europeia, Elisa Ferreira, Portugal deverá beneficiar de 4% do total de €39.795 milhões de fundos da União Europeia a aplicar em 2021, ao abrigo da Assistência à Recuperação para a Coesão e os Territórios da Europa (REACT-EU é a sigla em inglês).

 

Estas verbas para reagir à crise pandémica acrescem aos fundos da União Europeia já em aplicação no Portugal 2020, aos futuros fundos do Portugal 2030 ou aos fundos extraordinários que o país aplicará no Plano Nacional de Recuperação e Resiliência.

 

Portugal é o sétimo Estado-membro que mais verbas receberá este ano em valor e o sexto em termos per capita.

 

As maiores fatias do REACT-EU vão para os paises mais afetados pela crise pandémica e mais populosos: Itália (€11.348 milhões), Espanha (€10.898 milhões), França (€3.105 milhões), Alemanha (€1.894 milhões), Grécia (€1.715 milhões) e Polónia (€1.651 milhões).

 

O conjunto dos restantes 20 países terá direito a menos de um quinto de todo o “bolo” do REACT-EU para 2021, já que a repartição teve em conta o recente impacto da crise da COVID-19 na economia e no emprego.

 

O REACT-EU dispõe de um total de €47,5 mil milhões para ajudar a recuperar a economia europeia até 2023. Os restantes €10 mil milhões serão repartidos no próximo ano tendo em conta os indicadores económicos mais atualizados sobre a crise pandémica.

 

O objetivo do REACT-EU é proporcionar financiamento imediato e adicional aos setores mais importantes da economia, que são cruciais para estabelecer a base para uma recuperação sólida, desde saúde, emprego, empresas, turismo ou cultura.

 

O apoio adicional também pode servir para investir no Pacto Ecológico Europeu e na transição digital, reforçando o investimento significativo já realizado nesses domínios através da política de coesão da União Europeia.

 

 

Fonte: Expresso/REACTEU

 

Tem dúvidas?
outros conteúdos
Partilhe o site PT2020
Conheça o portal do Portugal 2020! Apoiamos o seu investimento. O sucesso do Portugal 2020 é decisivo para o futuro do nosso país.
Topo