A A A

13/02/2020

Vasco Cordeiro eleito vice-presidente do Comité das Regiões

O Presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, foi eleito, ontem, em Bruxelas, por aclamação, primeiro vice-presidente do Comité das Regiões, sendo a primeira vez que um português é eleito para o cargo.

 

Candidato pelo grupo do Partido Socialistas Europeu (PSE), Vasco Cordeiro disse que a vitória é um "reconhecimento do trabalho de presença no Comité das Regiões de vários anos".

 

Apostolos Tzitzikostas, governador da região grega da Macedónia Central, assume a presidência do Comité das Regiões até julho de 2022, enquanto o Presidente do Governo dos Açores ocupa o cargo de primeiro vice-presidente.

 

A partir de agosto de 2022 e até 2025, Vasco Cordeiro assumirá o cargo de presidente do Comité das Regiões, caso seja eleito Presidente do Governo dos Açores, o que, segundo disse, "a palavra será dos açorianos".

 

Logo após a sua eleição, Vasco Cordeiro fez questão de recordar, no Parlamento Europeu, que vem de uma região com nove ilhas e 245 mil habitantes. É por isso que este voto por aclamação diz muito mais deste Comité, e da forma como os membros deste Comité encaram uma Europa de todos", acrescentando que todas as regiões contam, todas têm uma palavra a dizer e que nenhuma ficará para trás.

 

Sobre o papel que o Comité das Regiões poderá ter no que diz respeito aos cortes nos fundos já anunciados para Portugal, Vasco Cordeiro refere que o trabalho do Comité "insere-se naquilo que é um trabalho de um conjunto de outras instituições, nomeadamente do ponto de vista político, de dar voz àquele que é o sentimento das regiões e das cidades”

 

O novo presidente do Comité das Regiões, o grego Apostolos Tzitzikostas, disse ontem querer, no seu mandato, aproximara União Europeia (UE) das pessoas, considerando "inaceitável" haver cortes na Política de Coesão no próximo quadro comunitário de apoio.

 

Recorda-se que a Comissão, o Conselho e o Parlamento Europeu têm de consultar o Comité das Regiões quando elaboram textos legislativos sobre matérias em que as autoridades regionais e locais têm uma palavra a dizer, como é o caso do Emprego, da Política Social, da coesão económica e social, dos Transportes, da Energia e das Mudanças climáticas.

 

 

Fonte: COR/Açoriano oriental

Tem dúvidas?
outros conteúdos
Partilhe o site PT2020
Conheça o portal do Portugal 2020! Apoiamos o seu investimento. O sucesso do Portugal 2020 é decisivo para o futuro do nosso país.
Topo