A A A

14/11/2019

Eurocidade do Guadiana quer criar laboratório europeu de governação transfronteiriça

A aproximação do Algarve à Andaluzia com a implementação de um ‘laboratório europeu’ de governação transfronteiriça, é um dos objetivos do projeto EuroGuadiana 2020, apoiado pelo programa de cooperação territorial INTERREG VA Espanha-Portugal.

 

O projeto visa dotar a Eurocidade, composta por Castro Marim, Vila Real de Santo António e Ayamonte, de mecanismos que permitam fazer da fronteira um ponto de ligação entre ambas as regiões.

 

A Eurocidade do Guadiana é uma estrutura luso-espanhola criada em 2013 pelos municípios de Vila Real de Santo António, do lado português da foz do rio Guadiana, e de Ayamonte, na margem espanhola, região da Andaluzia, à qual depois aderiu, nesse ano, o município português de Castro Marim.

 

Segundo Natalia Santos, presidente em exercício da Eurocidade do Guadiana, o EuroGuadiana 2020 visa implementar “um laboratório europeu de governança transfronteiriça”, no qual técnicos dos três municípios e as universidades do Algarve e Huelva (Espanha) vão procurar “pontos de união” e de “diferenciação” que possam aproximar os dois lados da fronteira.

 

Com o apoio do programa europeu de cooperação transfronteiriça INTERREG VA Espanha-Portugal, considerou, este “primeiro laboratório permanente de governação transfronteiriça na eurorregião Alentejo-Algarve-Andaluzia” vai começar a “diluir de maneira mais direta a fronteira”.

 

O projeto tem também a ambição de se tornar, segundo Natalia Santos, no “gérmen de uma coesão territorial e de uma integração que irá transferir-se a outros territórios da raia hispano-lusa e de outras zonas fronteiriças da Europa”.

 

A iniciativa vai ter na base “um trabalho para ver quais são as necessidades” naquela zona transfronteiriça e, “com o apoio da União Europeia, abordar os problemas e encontrar soluções às carências que forem detetadas”.

 

“Abordará questões culturais, desportivas, linguísticas e de organização, mas sobretudo vamos trabalhar na planificação do futuro e vamos fazer esse trabalho com o apoio e a colaboração dos melhores, como prova a presença das universidades de Huelva e do Algarve”, argumentou.

 

 

Fonte: Lusa/POCTEP

 

Tem dúvidas?
outros conteúdos
Partilhe o site PT2020
Conheça o portal do Portugal 2020! Apoiamos o seu investimento. O sucesso do Portugal 2020 é decisivo para o futuro do nosso país.
Topo